Briga em cadeia mata 13 em Honduras

Pelo menos 13 pessoas morreram na quinta-feira em uma briga ocorrida numa penitenciária do norte de Honduras, em um novo incidente carcerário semanas depois da morte de mais de 300 detentos num incêndio prisional.

REUTERS

29 Março 2012 | 20h28

Com pistolas, facas e facões, os presos entraram em confronto na penitenciária de San Pedro Sula, segunda maior cidade do país, conhecida por sua indústria têxtil e pela violência das suas quadrilhas. Um incêndio começou durante a briga, o que matou dois presos. Houve também um detento decapitado.

"Há 13 mortos depois da briga entre quadrilhas rivais pelo controle de certas áreas da prisão", disse Marleni Bañegas, chefe do Ministério Público na cidade.

Policiais e equipes de emergência entraram na prisão para controlar a violência depois que um grupo dominou por alguns instantes o complexo e tomou presos como reféns, segundo as autoridades.

O sistema prisional hondurenho, com capacidade para 6.000 membros, abriga 13 mil - dos quais mais da metade sem acusação judicial formal.

No mês passado, um incêndio em Comayagua, nos arredores da capital, Tegucigalpa, causou a morte de 360 presos dentro das suas celas, num dos piores casos do gênero na história latino-americana. As autoridades disseram que o incêndio foi causado acidentalmente por um cigarro num colchão.

(Reportagem de Gustavo Palencia)

Mais conteúdo sobre:
HONDURASPRISAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.