Britânico é condenado por assassinatos em série de prostitutas

Mortes foram comparadas pela mídia ao célebre caso de 'Jack, o Estripador'.

Da BBC Brasil, BBC

21 Fevereiro 2008 | 16h15

O ex-motorista de caminhão Steve Wright foi condenado nesta quinta-feira pelo assassinato de cinco mulheres na cidade de Ipswich, no leste da Grã-Bretanha.Os corpos nus das cinco mulheres foram encontrados jogados em diversos pontos nos arredores de Ipswich ao longo de 11 dias no início de dezembro de 2006. As mortes foram comparadas pela mídia local ao célebre caso de "Jack, o Estripador".As cinco mulheres, Gemma Adams, Tania Nicol, Anneli Alderton, Paula Clennell e Annette Nicholls, trabalhavam como prostitutas.Wright, de 49 anos, disse durante o julgamento que manteve relações sexuais com quatro das cinco mulheres, mas negou os assassinatos. A sentença do ex-caminhoneiro deve ser anunciada nesta sexta-feira.Braços abertosA polícia da região de Suffolk, onde fica Ipswich, iniciou as investigações depois do desaparecimento de Tania Nicol, de 19 anos, no final de outubro de 2006.Duas semanas depois, Gemma Adams, de 25 anos, desapareceu, e os investigadores apontaram "semelhanças óbvias" entre os casos.Em seguida, ocorreram os desaparecimentos de Anneli Alderton, de 24 anos, Paula Clennell, de 24, e Annette Nicholls, de 29 anos.Os corpos foram encontrados em locais diferentes, em volta de Ipswich.Os corpos de Anneli Alderton e Annette Nicholls foram encontrados com os braços abertos e estendidos, arrumados em uma posição de crucifixo.A série de crimes provocou uma das maiores caçadas policiais da Grã-Bretanha, envolvendo cerca de 500 agentes.Prisão perpétuaSegundo os promotores, Wright "escolheu e assassinou sistematicamente" todas as cinco mulheres durante o período de seis semanas e meia.O promotor Peter Wright pediu que o juiz sentencie o ex-caminhoneiro à "prisão perpétua"."Estou muito aliviado e satisfeito por todas as famílias, agora acabou e podemos seguir com nossas vidas", disse o pai de Gemma Adams, Brian.O irmão de Steve Wright, Keith, afirmou que estava "surpreso pelo fato de o veredicto ter saído tão rápido" porque ainda existiriam elementos "de dúvida" em sua opinião.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.