Britânico é condenado por assédio com cenoura

Instrutor de direção admite ter sido 'anti-profissional' ao tentar dar 'trote' em alunas.

BBC Brasil, BBC

08 de novembro de 2007 | 15h40

Um instrutor de direção que escondeu uma cenoura dentro da calça para simular uma ereção foi condenado por quatro crimes sexuais contra suas alunas.Stephen Cooney, de 51 anos, teria apalpado três alunas durante uma série de ataques que teve início em 2002, em Teesside, no nordeste da Inglaterra.O britânico foi declarado culpado pelo júri de um tribunal da cidade. Durante o julgamento, Cooney disse que o incidente da cenoura foi um "trote".O britânico foi libertado sob fiança e receberá sua sentença no dia 7 de dezembro.De acordo com a acusação, Cooney colocou uma cenoura de 30 cm dentro da calça e disse a uma aluna com cerca de 40 anos de idade que uma manobra perfeita havia sido tão boa que causou nele uma ereção.Em seguida, o instrutor teria pegado a mão da aluna e feito com que ela tocasse o legume antes de mostrar que tratava-se de uma cenoura.O instrutor negou ter colocado a mão da aluna em sua virilha, mas confessou ter escondido a cenoura em seu bolso."Admito que foi uma atitude anti-profissional e estúpida", disse Cooney. "Eu me arrependo", acrescentou.O júri também ouviu que, quando uma outra aluna foi reprovada no exame de motorista, o instrutor se ofereceu para cancelar a taxa de cerca de R$ 290 se ela estacionasse no acostamento e tivesse relações sexuais com ele.A aluna disse que recusou a proposta, mas acrescentou que foi apalpada regularmente pelo instrutor durante as aulas entre agosto de 2005 e fevereiro de 2006.No momento da prisão, os policiais encontraram fotos do instrutor nu dentro do porta-luvas do carro.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.