Britânico pede noiva em casamento em cinema com clipe em que aparece de cueca

Jornalista dubla canção romântica em videoclipe de cinco minutos; namorada disse 'sim'.

BBC Brasil, BBC

16 Julho 2009 | 06h42

O jornalista Pete Simson gravou um videoclipe dublando uma música romântica, no qual aparece usando apenas cuecas, e o exibiu em um cinema da cidade para pedir a mão da namorada em casamento.

A namorada de Simson, a advogada trainee Hannah McDonagh, aceitou a proposta.

Simson convidou a namorada para irem assistir a um "filme artístico", mas na verdade, tinha alugado o cinema especialmente para a ocasião.

O cinema chegou a imprimir ingressos falsos e convidou o público para participar da brincadeira.

No clipe, Simson aparece de cuecas diante de vários pontos turísticos da região, dublando a música If You're Not the One, de Daniel Bedingfield.

Depois de exibidos os anúncios e com as luzes do cinema apagadas, as imagens do clipe apareceram na tela.

"Pete me disse para continuar assistindo. Nunca pensei que ele chegaria a tanto, mas é típico de Pete, ele gosta de estar no centro das atenções", disse a noiva.

"O filme é ótimo, parece profissional na telona, e foi hilário."

Segundo a noiva, o clipe - ou uma sequência - poderá ser mostrado novamente na noite do casamento.

Aplausos

O videoclipe de cinco minutos de duração - filmado em três dias por um amigo do jornalista - mostra Simson vestindo uma série de cuecas coloridas, deitado na cama, olhando de cima de um penhasco e andando na praia, enquanto dubla a balada.

Depois de exibido o clipe, Simson foi iluminado por um facho de luz no cinema, se ajoelhou e pediu a mão de Hannah McDonagh em casamento. A proposta foi aplaudida pelo público.

"Eu queria pedi-la em casamento de uma maneira pensada, mas nunca me levei muito a sério, então, um jantar romântico não combinaria muito com minha personalidade", disse ele.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.