Britânico serra carro ao meio em protesto contra 'grampo'

Proprietário não havia pago imposto de circulação em carro estacionado em casa.

Da BBC Brasil, BBC

13 de maio de 2008 | 08h20

Um homem cortou seu carro ao meio com uma serra elétrica, em protesto contra o fato de o veículo ter sido "grampeado" em frente a casa dele em Gloucestershire, na Inglaterra.Ian Taylor disse que o carro dele, cujo imposto de circulação não estava pago, estava estacionado na entrada de sua casa, com apenas a roda de trás na calçada da rua.O construtor de 40 anos de idade disse que ia desmontar o carro porque ele estava quebrado e sem chance de conserto, mas quis marcar sua posição com o protesto.Um porta-voz do serviço de grampeamento de carros responsável pela penalização ao automóvel disse que metade do carro estava estacionada na rua e portanto, seu proprietário deveria ter pago o imposto.BurocratasTaylor havia comprado o carro, um Ford Fiesta, para seu enteado, com o objetivo de restaurá-lo, mas concluiu que, economicamente, não era vantajoso."Disse a ele (meu enteado) para não se preocupar, então estacionamos o carro e íamos desmontá-lo e vender as partes. Quando voltei para casa do trabalho, no dia seguinte, ele havia sido grampeado", disse ele.Taylor disse que tentou explicar várias vezes que o carro tinha um certificado que o isentava do imposto de circulação, e que ele não havia dirigido o carro na rua, apenas estacionado o veículo na entrada de sua casa."Tentamos falar (com a empresa, NCP). Eu disse 'vocês não estão entendendo'. Peguei minha serra e o cortei pela metade", disse ele."Estou feliz de ter me vingado deles. Eles são burocratas, por causa de uma polegada e meia de calçada."James Pritchard, porta-voz da NCP, disse que os funcionários tinham fotos provando que metade do carro estava estacionada na calçada."Nós ficamos surpresos com a reação deste cavalheiro ao fato de que grampeamos o carro dele." "Foi um incidente marcante que ressaltou alguns dos problemas que meus colegas enfrentam enquanto estão fazendo o que é um trabalho muito importante de garantir que os motoristas paguem os impostos de seus veículos", disse ele."E ao serrar seu carro ao meio ele conseguiu colocar não só a si mesmo em risco, mas também vários transeuntes - além de nós, a polícia e os bombeiros foram chamados, já que ele pôs fogo no carro enquanto o serrava pela metade."BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.