Britânicos criam teste para prever a fertilidade feminina

Especialistas em fertilidade da Universidade de Sheffield, na Inglaterra, desenvolveram um teste que prevê quanto tempo de fertilidade as mulheres ainda têm pela frente. O teste mede o número de óvulos nos ovários femininos e indica qual deve ser a quantidade restante dentro de dois anos. Espera-se que o exame ajude as mulheres a decidir por quanto tempo podem adiar a decisão de ter um filho. O teste Plan Ahead (Planeje com Antecedência, em tradução literal) vai custar 179 libras (cerca de R$ 719) e só estará disponível nos serviços de saúde privados.O especialista em fertilidade Bill Ledger, que desenvolveu o kit para o exame nos últimos cinco anos, disse que está confiante de que o teste é uma previsão exata da fertilidade, e que ele espera que permita às mulheres planejar melhor seu futuro. "Se ter uma família é a coisa mais importante, é melhor você começar a tentar ter filhos na faixa dos 20 anos - não há dúvidas de que quanto mais você adia, maior a chance de decepção", disse ele."Mas acredito que a realidade da vida moderna é que as mulheres ocidentais, por todos os tipos de razão, estão adiando o início de uma família até chegarem à casa dos 30." Segundo o professor, "há mais pesquisas em andamento, mas esta é boa o suficiente para fazer o que diz que faz - dar às pessoas um alerta de dois anos de que a reserva ovariana está em declínio". Alguns críticos expressaram dúvidas em relação ao exame, afirmando que a infertilidade pode ter diversas - e complexas - causas.O exame mede o nível de três hormônios relacionados à fertilidade no sangue e compara os resultados com a fertilidade, em média, de mulheres da mesma idade.No terceiro dia da menstruação, a mulher entrega uma amostra de 3 ml de sangue para que seja medida a presença dos hormônios Inibina B e AMH, que entram em declínio com a menopausa, e o hormônio pituitário FSH (folículo estimulante), que tende a aumentar com a aproximação da menopausa.Segundo os cientistas, a combinação dos três indica a "reserva fértil" das mulheres. O resultado é então comparado com um gráfico mostrando a média de fertilidade das mulheres da mesma idade. Sabe-se que a fertilidade diminui nas mulheres a partir dos 35 anos de idade, mas a de algumas mulheres começa a declinar ainda mais cedo.Uma em cada cem mulheres inicia a menopausa aos 40 anos de idade, mas a fertilidade começa a diminuir vários anos antes.

Agencia Estado,

25 de janeiro de 2006 | 11h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.