Britânicos recorreram à astrologia para entender Hitler

Durante a 2ª Guerra, espiões britânicos contrataram Louis de Wohl para recriar horóscopos do líder nazista

03 de março de 2008 | 21h26

Desesperados por um vislumbre da mente errática de Adolf Hitler, espiões britânicos contrataram um astrólogo, durante a 2ª Guerra, para recriar os horóscopos que o líder nazista estaria recebendo de seus astrólogos pessoais, mostram documentos secretos liberados nesta terça-feira, 4. Os papéis mostram que os agentes secretos logo se arrependeram de sua decisão.  Os documentos liberados pelos Arquivos Nacionais britânicos mostram as dificuldades dos agentes do MI5 - o serviço de contra-espionagem - em impedir que o astrólogo, Louis de Wohl, humilhasse publicamente altas autoridades que o haviam levado a sério. "Nunca gostei de Louis de Wohl - ele me parece um charlatão e um impostor", diz a primeira linha da ficha do astrólogo. A carta é típica e aparentemente está assinada por Dick White, que viria a ser o chefe do serviço nos anos 50. De Wohl, nascido em Berlim em 1903, onde trabalhara como caixa de banco, escritor e roteirista de cinema antes de fugir para o Reino Unido, em 1935. Sua mulher, Alexandra, fugira para o Chile, onde alegava ser uma princesa romena e era conhecida como "La Baronessa". Em Londres, ele alegava ser um nobre húngaro ou o filho de um maestro austríaco ou o neto de um banqueiro inglês, ou ainda um parente do prefeito de Londres. De Wohl apresentou suas credenciais astrológicas em uma autobiografia de 1937, Sigo Minhas Estrelas. Em outro livro, ele conta como teve seu momento de sorte durante um jantar na Embaixada espanhola, quando uma duquesa lhe pedira que revelasse o horóscopo de Hitler ao chanceler britânico, Lorde Halifax. Sir Charles Hambro, chefe de operações especiais britânico, logo o contratou como agente. O governo inglês alugou para ele um apartamento em Park Lane, uma área de alta classe, mas suas previsões eram vagas demais para ter qualquer valor militar. Numa previsão feita em 1942 para julho de 1943, ele escreveu: "Os astrólogos alemães devem rezar para que a ação inimiga não force o führer a tomar decisões importantes no oitavo dia do mês, pois isso levaria ao desastre".

Tudo o que sabemos sobre:
Hitlerastrólogoshoróscopo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.