Burkina Fasso vai apontar governo interino em 72 horas, diz premiê

O recém-nomeado primeiro-ministro de Burkina Fasso, tenente-coronel Isaac Zida, disse nesta quarta-feira que um governo de transição será anunciado "dentro de 72 horas".

REUTERS

19 Novembro 2014 | 17h10

O vice-chefe da guarda presidencial foi nomeado chefe de Estado brevemente depois que enormes protestos levaram à derrubada do presidente de longa data Blaise Compaoré, que fugiu do país da África Ocidental em 31 de outubro.

Zida concordou em deixar o cargo em meio à pressão para a volta a um governo civil e no início desta semana o ex-ministro das Relações Exteriores Michel Kafando foi nomeado presidente interino.

(Reportagem de Mathieu Bonkoungou)

Mais conteúdo sobre:
BURKINAFASSOGOVERNOINTERINO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.