Bush goza candidatos a presidência em jantar

Bush participou de seu último jantar anual com Associação de Correspondentes.

Da BBC Brasil, BBC

27 de abril de 2008 | 10h25

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, fez piadas sobre os candidatos a sucedê-lo na Casa Branca, em seu último jantar anual com a Associação dos Correspondentes da Casa Branca, na noite de sábado.O presidente disse estar surpreso por não ver nenhum deles na platéia, antes de começar a soltar as piadas.Ao se referir à ausência de seu colega de partido, o candidato republicano John McCain, Bush disse: "Ele provavelmente quer se distanciar de mim".O jantar anual é uma tradição desde 1924, e a ele comparecem jornalistas, celebridades, personalidades da mídia e políticos.O presidente Bush também apresentou "desculpas" para a ausência dos pré-candidatos à presidência do Partido Democrata, os senadores Hillary Clinton e Barack Obama.Aproveitando as recentes polêmicas que envolvem as campanhas dos dois, Bush disse: "Hillary Clinton não conseguiu entrar por causa dos franco-atiradores, e o senador Obama está na igreja".Bush se referia ao comentário de Hillary, quando ela alegou ter enfrentado franco-atiradores ao chegar à Bósnia, nos anos 90, e ao pastor de Obama, o reverendo Jeremiah Wright, que criticou os Estados Unidos em sermões inflamados.Bush admitiu estar "um pouco melancólico" em seu último jantar, e em seguida foram mostrados clips de suas aparições anteriores.Ele encerrou conduzindo a banda dos fuzileiros navais em uma série de marchas patrióticas.O discurso de Bush precedeu Craig Fergusson, apresentador do programa The Late Late Show.Fergusson perguntou a Bush o que ele estava planejando fazer quando deixasse a presidência, sugerindo "você poderia procurar um emprego com mais férias", em alusão às críticas de que o presidente passou muito tempo fora da Casa Branca durante seus dois mandatos.A Associação de Correspondentes da Casa Branca também realizou sua premiação anual durante o jantar frente a uma platéia de celebridades que incluiu o escritor Salman Rushdie, a cantora Ashlee Simpson e os atores Bem Affleck e Pamela Anderson.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
euaestados unidosgeorge w. bush

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.