Caatinga deve ser patrimônio nacional, diz ministra

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, pediu ontem a aprovação, ainda este ano, da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que transformará a Caatinga e o Cerrado em patrimônios nacionais. "Essa medida é de fundamental importância para a captação de recursos, visando a um desenvolvimento sustentável dessas regiões", disse a ministra, que abriu ontem, em Fortaleza, a Semana Nacional do Bioma Caatinga.

, O Estado de S.Paulo

26 de abril de 2011 | 00h00

O Dia Nacional da Caatinga é comemorado em 28 de abril. O bioma Caatinga é o único exclusivamente brasileiro, ou seja, só existe no Brasil. Ele corresponde a 850 mil km2, o que equivale a 11% do território nacional. Nele, residem 27 milhões de pessoas. Além de estar presente nos nove Estados nordestinos, também é encontrado no norte do Estado de Minas Gerais. Mas levantamento do Ministério do Meio Ambiente aponta que 45% do território da Caatinga sofre com desmatamentos.

A aprovação da PEC, segundo a ministra, é importante para que se ponham em prática medidas de conservação do bioma sem prejudicar a população nele residente. A Mata Atlântica, por exemplo, já é considerada patrimônio brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.