Cabo da PM é morto por assaltantes em SP

Ao ser vítima de dois assaltantes e ter sua arma descoberta pela dupla de criminosos, o cabo Marcos Antonio Milares, de 36 anos, foi morto, por volta das 23h de ontem, na região de Pedreira, zona sul da capital paulista, próximo à divisa com a cidade de Diadema, no Grande ABC.Em seu dia de folga e ao volante de seu Gol azul, o policial, que era lotado na 3ª Companhia do 24º Batalhão, cuja sede fica em Diadema, foi rendido pelos bandidos naquele município no momento em que deixava uma mulher, que o acompanhava, em casa. As duas vítimas então foram obrigadas a seguir com os assaltantes em direção à capital paulista.Seria mais um seqüestro relâmpago se a arma do policial não tivesse sido descoberta pelos criminosos no momento em que o Gol já estava na altura do nº 5.000 da Estrada do Alvarenga, em Pedreira. Ao verem a arma de Marcos, os bandidos desceram do carro e passaram a ameaçá-lo.Aproveitando a situação, a mulher conseguiu correr, mas o cabo foi baleado pelos criminosos, que fugiram, levando o veículo e a arma dele. Atingido por pelo menos nove disparos, o policial ainda foi levado para a Unidade Básica de Saúde (UBS) Eldorado, em Diadema, onde chegou morto.O carro dele foi encontrado por volta da 1h30 desta madrugada, na esquina da rua Carlos Facchina com a rua Domenico Aníbal, em Vila Missionária, totalmente carbonizado. A polícia ainda não conseguiu localizar os criminosos. O latrocínio foi registrado no plantão do 98º Distrito Policial, do Jardim Míriam.

RICARDO VALOTA, Agencia Estado

14 de dezembro de 2007 | 07h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.