Cabral vai construir prisão para policiais em Gericinó

O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), anunciou hoje que pretende construir até o final de 2012 uma unidade prisional para encarcerar policiais no Complexo de Gericinó, na zona oeste da cidade. O projeto foi anunciado após a divulgação de escutas telefônicas autorizadas pela Justiça no telefone do tenente da PM Daniel Benitez, um dos acusados pela morte da juíza Patrícia Acioli. Preso no Batalhão Especial Prisional (BEP), que abriga policiais criminosos, ele foi flagrado encomendando cerveja e vodka a um amigo para uma festa na prisão.

PEDRO DANTAS, Agência Estado

04 de outubro de 2011 | 18h10

No mês passado, o miliciano Carlos Ari Ribeiro, o Carlão, acusado por 15 homicídios, fugiu do BEP. Um capitão da PM foi preso por facilitação. Para definir as características básicas da nova unidade prisional para PMs, uma comissão do Governo do Estado será formada para visitar unidades prisionais voltadas a receber policiais nos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul. Também será feita uma visita à unidade prisional da Polícia Federal.

Mais conteúdo sobre:
PMmudançasRioCabral

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.