Caça turco cometeu 'clara quebra da soberania síria', diz porta-voz

As forças de defesa área da síria tiveram que reagir imediatamente a um caça turco voando a 100 metros de altitude dentro do espaço aéreo da Síria, no que foi uma "clara quebra da soberania síria", disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores Johad Makdissi nesta segunda-feira.

REUTERS

25 de junho de 2012 | 08h21

"A Síria reagiu a uma quebra", disse ele numa entrevista coletiva sobre o incidente ocorrido na sexta-feira. "Tivemos que reagir imediatamente, mesmo se o avião fosse sírio nós teríamos derrubado", acrescentou.

Makdissi disse que o caça --um Phantom F4 da Força Aérea Turca-- foi derrubado por uma artilharia antiaérea, não um míssil teleguiado.

Apesar do incidente, a Síria permanece comprometida com um "relacionamento de vizinhança" com a Turquia, disse Makdissi.

(Reportagem de Oliver Holmes e Mirna Sleiman)

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIATURQUIACASA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.