Caçador é flagrado com carne de tatu e quati em Itu-SP

Um homem de 39 anos foi preso segunda-feira por ter caçado ilegalmente para comer animais da fauna silvestre, como tatu-peba e quati, no bairro Pedregulho, na zona rural de Itu (SP). O acusado trabalhava como caseiro em uma fazenda.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

15 Maio 2012 | 16h56

Além da carne desses animais estocada em um freezer, os policiais apreenderam três espingardas de caça, duas de calibre 20 e uma de calibre 36, e munição. Também foram encontrados apetrechos para atrair animais, como um pio de macuco, e um revólver calibre 38 com a numeração raspada.

O homem contou que matava os animais para consumo, pois apreciava a carne dessas caças. Ele foi preso por porte ilegal de arma e multado em R$ 1 mil. O acusado, que não tinha antecedentes criminais, também vai responder por crime ambiental.

Mais conteúdo sobre:
ambiente caça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.