Cadastro rural ficará pronto até dezembro, diz ministra

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, disse nesta quarta-feira, 03, em audiência pública na Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, que o Sistema de Cadastro Ambiental Rural (Sicar) estará pronto até dezembro deste ano. A ministra, que por mais de três horas respondeu aos questionamentos dos parlamentares, explicou que o novo sistema será uma base única de dados sobre a situação ambiental no Brasil.

VENILSON FERREIRA, Agência Estado

03 de julho de 2013 | 14h36

Izabella Teixeira afirmou que o governo brasileiro realizou "a maior compra de imagens de satélite já feita do mundo" a fim de obter informações sobre áreas que não estavam cobertas. As imagens compradas serão doadas aos governos estaduais. Ela afirmou que nove Estados terão sistemas próprios de cadastro ambiental, quando outros 17, mais Distrito Federal, utilizarão o sistema desenvolvimento pelo Ministério do Meio Ambiente.

A ministra rebateu as críticas dos parlamentares de que o governo estaria criando instrumentos novos, que não estavam previstos no Código Florestal. Ela explicou que o Certificado de Regularização Ambiental (Cram) e o Programa de Recuperação de Áreas Degradadas (Prada) seguem o princípio da lei. Ela informou que o Cram é um certificado concedido ao proprietário rural que estiver dentro da lei em relação às exigências de Reserva Legal e Área de Preservação Permanente (APP). O Prada é o projeto para regularização ambiental.

Mais conteúdo sobre:
meio ambientecadastro rural

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.