CAE aprova empréstimo de US$ 645 milhões a SP junto ao Bird

Dinheiro será investido pelo Estado em reformas na CPTM e no Metrô, além de obras na Linha 4-Amarela

Ribamar Oliveira, Agência Estado

06 de maio de 2008 | 12h06

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado acaba de aprovar autorizações para que o governo do Estado de São Paulo contrate dois empréstimos externos, com aval da União, no valor total de US$ 645 milhões, junto ao Banco Mundial (Bird).   Veja também: Metrô diz que apura contratos feitos com a Alstom Suíça investiga propina em contratos do Brasil   O primeiro deles é de US$ 550 milhões, destinado à aquisição de trens, equipamentos de sinalização e de comunicações para a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e para a Companhia do Metrô. Outro empréstimo, no valor de US$ 95 milhões, será usado para as obras da Linha 4-Amarela do Metrô da cidade de São Paulo.   Os dois empréstimos serão agora submetidos à apreciação do plenário do Senado, em regime de urgência. Há 15 dias, a CAE havia aprovado dois outros financiamentos internacionais, com aval da União, junto a um consórcio de bancos japoneses, no valor de US$ 630 milhões, também para a CPTM e o Metrô. Esses dois primeiros já foram aprovados pelo plenário do Senado.   No total, o governo paulista terá permissão para obter créditos externos no valor de US$ 1,275 bilhão. A Secretaria do Tesouro Nacional (STN) informou aos senadores que as novas dívidas de São Paulo estão de acordo com o programa de ajuste fiscal do Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
MetroBirdCAECPTMSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.