Café arábica: Minas já oferta primeiros lotes

Colheita começou na Zona da Mata. No cerrado e no sul do Estado, florada tardia atrasou a safra

Venilson Ferreira, O Estado de S.Paulo

28 de maio de 2008 | 01h41

A colheita do café arábica está na fase inicial nas principais regiões produtoras. Segundo técnicos do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq), os primeiros lotes da variedade café arábica de Minas Gerais começam a chegar ao mercado. A primeira região a ofertar é a Zona da Mata mineira. No cerrado e no sul de Minas, grandes regiões produtoras da variedade, a colheita está apenas começando, tendo em vista que a primeira florada foi tardia, no fim de outubro de 2007.TEMPO SECOOs técnicos do Cepea observam que a colheita dos cafés arábica deve ganhar ritmo em junho/julho, favorecida pela previsão de tempo seco. No Paraná, que tradicionalmente abre a ''safra'' de arábica, a colheita já se estende por todas as praças.Levantamentos do Cepea mostram que na semana passada algumas sacas foram negociadas ao redor de R$ 240/saca na Zona da Mata. ''Os poucos lotes já ofertados apresentam, em geral, mais de 20% de grãos verdes. Para os grãos ainda em maturação, persiste o receio de que o inverno traga prejuízos. A previsão é a de que neste ano faça mais frio que no ano passado, elevando as chances de ocorrência de geadas.''No Paraná, o arábica da safra nova foi cotado em até R$ 250/saca na semana passada, o que representa cerca de R$ 10/saca a mais que o da safra 2007/2008. Segundo o Cepea, ''a valorização está atrelada ao elevado interesse de compras por parte de exportadores. Esse movimento altista pode perder força a partir de junho, quando a oferta de café da safra nova deve aumentar''.ROBUSTAQuanto ao café robusta (conillon), os técnicos afirmam que a colheita da safra 2008/2009 tem avançado em ritmo satisfatório no Espírito Santo, que concentra a maior produção da variedade do País. ''A expectativa de agentes locais é a de que cerca de 30% da safra capixaba já havia sido colhida até o início da semana passada.''Os técnicos prevêem que a venda do robusta deverá ser intensificada nas próximas semanas, quando haverá maior quantidade de café novo. Os agentes consultados pelo Cepea observam que o grão desta safra ainda está miúdo, o que dificulta a chegada de lotes melhores, como o tipo 6 peneira 13 acima - fortemente demandado por exportadores. A maior parte dos lotes de robusta da nova safra está indo para o cumprimento de negociações antecipadas para entrega de maio em diante, com preço vigente na época do negócio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.