Café deve ter boa produção nesta safra

Chuva atrapalhou início da safra, mas agora, na época da colheita, tempo seco favorece produção dos grãos

Fábio Marin, O Estado de S.Paulo

30 Julho 2008 | 01h39

Uma frente fria de fraca intensidade chegou ao Sudeste, mas causou chuva apenas no Vale do Ribeira. Apesar de não quebrar a estiagem, que já passa de 40 dias em boa parte do Estado, a frente fria elevou a umidade relativa de 20% no início da semana para cerca de 40% no sábado. A melhora, entretanto, ainda não reduz o risco de incêndios no campo, porque o vento e o longo período sem chuvas favorecem a propagação do fogo. Por isso, os produtores devem evitar o uso do fogo no manejo de lavouras e pastagens.A umidade do solo continuou caindo na maioria das localidades, ficando abaixo de 40%. A deficiência hídrica chegou a 14 milímetros em Ilha Solteira, onde a irrigação vem sendo utilizada intensamente nas videiras e pomares.Já em Mogi das Cruzes, onde as chuvas de outono dificultaram a produção e baixaram a qualidade das verduras folhosas, a temperatura amena e a baixa umidade do ar atuais favorecem a produção. Desde o fim de junho, os produtores têm conseguido produzir em melhores condições.Nos cafezais de Mococa, Franca e Garça a ausência de chuva favoreceu a colheita e a secagem dos grãos, permitindo que os produtores recuperem o atraso causado pela chuva no início da safra. Mais da metade das lavouras do Estado já foi colhida e a qualidade do produto é melhor que a de junho, quando havia grande quantidade de grãos verdes.ZONEAMENTOEm Miguelopólis, Barretos, Florínea e Itavepa boa parte das lavouras de milho safrinha já foi colhida e a produtividade das áreas semeadas até o início de março - data recomendada pelo zoneamento agrícola - é elevada neste ano, com bons preços pagos pelo produto. Nessas regiões as lavouras de sorgo também tiveram boas condições de desenvolvimento nesta safrinha e alcançam bons níveis de produtividade.O clima favorece também a colheita de morango em Jarinu, Atibaia e Monte Alegre do Sul; da cebola em Piedade, Sorocaba e Votorantim; da cana-de-açúcar em Ourinhos, Araçatuba e Sertãozinho; nos pomares de laranja de Matão, Araraquara e Bebedouro; da banana em Registro e Iguape e nas lavouras de tomate de Sumaré, Mogi-Guaçu e Mogi-Mirim.*Fábio Marin é pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária. Para mais informações sobre tempo e clima, acesse www.agritempo.gov.br

Mais conteúdo sobre:
cafésafra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.