Cai número de vítimas de balas perdidas no RJ, aponta relatório

Nos nove primeiros meses deste, 178 pessoas foram atingidas por bala perdida; em 2007, foram 234

Felipe Oda, estadao.com.br

30 Dezembro 2008 | 13h31

O número de vítimas de bala perdida no Estado do Rio de Janeiro durante os nove primeiros meses de 2008 diminuiu 23,9%, de acordo com relatório elaborado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), órgão ligado a Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro. No período entre janeiro e setembro deste ano, 178 pessoas foram vítimas de bala perdida, número inferior às 234 ocorrências registradas nos nove primeiros meses de 2007.   O relatório indica 11 vítimas morreram e 167 ficaram feridas em 2008, e 16 morreram e 218 sobreviveram no ano passado. Segundo o ISP, 134 pessoas foram alvejadas por balas perdidas na capital. Dessas, 126 sobreviveram e 8 morreram. A segunda região com maior incidência foi a Baixada Fluminense, com 31 ocorrências (3 fatais e 28 não fatais).   No entanto, casos de repercussão ficaram fora do relatório, como a morte da menina Ágata Marques dos Santos, de 11 anos, morta com um tiro na cabeça durante uma operação da Polícia Civil na Favela da Rocinha, na zona sul. "Certamente o caso dela não foi registrado como bala perdida e por isso não apareceu", disse o analista criminal do ISP, João Batista Porto de Oliveira.   (Com Pedro Dantas, de O Estado de S.Paulo)   Atualizado às 18h57 para acréscimo de informações

Mais conteúdo sobre:
violência Rio de Janeiro ISP bala perdida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.