Cai o número de famílias com renda de até meio salário mínimo

IBGE aponta que políticas públicas contra a pobreza têm forte resultado nas famílias do Nordeste

Jacqueline Farid, da Agência Estado,

24 Setembro 2008 | 11h37

O porcentual de famílias com rendimento per capita de até meio salário mínimo caiu de 31,6% do total das famílias em 1997 para 23,5% em 2007, segundo mostra a Síntese de Indicadores Sociais divulgada na manhã desta quarta-feira, 24, pelo IBGE. Segundo os técnicos, levando-se em conta apenas o período de 2002 a 2007, no Nordeste, a queda no porcentual de famílias com essa renda per capita foi de pouco mais de 10 pontos percentuais (53,9% para 43,1%), "provavelmente resultado de políticas públicas dirigidas às famílias mais pobres".  Veja também:Em 2007, 19,2 milhões de pessoas migraram no PaísCresce número de casais sem filhos no País, aponta IBGEApenas 4% dos negros ou pardos terminam o ensino superiorMais de 2 milhões de crianças matriculadas são analfabetasConfira os principais pontos da pesquisa Confira a íntegra da pesquisa do IBGE (em pdf.)  Especial traça retrato do Brasil       A pesquisa mostra também que o valor médio mensal do rendimento familiar per capita em 2007 era R$ 624,00. Entretanto, metade das famílias vivia com menos de R$ 380 por mês, o valor do salário mínimo em 2007. Regionalmente, a distribuição de renda no País continua desigual: metade das famílias nordestinas viviam com até R$ 214, enquanto no Sudeste o rendimento médio era de R$ 441.

Mais conteúdo sobre:
IBGErendapopulação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.