CaixaPar está em fase de 'prospecção de mercado', diz presidente

A CaixaPar, subsidiária da Caixa Econômica Federal autorizada a comprar participações em empresas, está avaliando o mercado para definir suas primeiras operações de aquisição, afirmou a presidente da CEF, Maria Fernanda Coelho, nesta quarta-feira.

REUTERS

18 de março de 2009 | 20h11

"A CaixaPar está sendo criada neste momento, nós estamos nos últimos trâmites legais para publicação do estatuto e nós estamos fazendo prospecção de mercado", afirmou Maria Fernanda a jornalistas após participar de audiência em comissão do Senado.

"Negócios que forem importantes para a instituição estão sendo analisados pela equipe."

Quando questionada se os primeiros negócios da nova empresa tendem a ser na área bancária ou de construção civil, Maria Fernanda afirmou que o espectro de atuação da instituição é amplo, mas que não há nenhum negócio no curto prazo a ser finalizado.

Medida provisória editada pelo governo em outubro autorizou a CEF a criar a CaixaPar para adquirir participações em empresas, em um esforço para injetar liquidez em setores com dificuldades.

Também presente à audiência no Senado, o presidente do Banco do Brasil, Antônio Francisco de Lima Neto, afirmou que a instituição deve fechar até o final desta semana suas primeiras operações de financiamento a empresas brasileiras que tenham dívida no exterior com recursos das reservas internacionais.

O Banco Central anunciou no início de fevereiro que está disposto a oferecer empréstimos de até 36 bilhões de dólares em recursos das reservas a empresas brasileiras com dívidas no exterior que vençam entre outubro do ano passado e dezembro de 2009.

Até o momento, contudo, nenhum recurso das reservas foi repassado a bancos para intermediar essas operações. Segundo o BC, apesar de ter havido demanda pela linha, não houve tempo hábil de fechar as operações, que seriam, segundo a autoridade monetária, complexas.

Lima Neto afirmou que o BB já fechou com outros bancos empréstimos sindicalizados para algumas empresas.

"Temos várias negociações sendo construídas", afirmou durante a audiência. "Até o final desta semana devemos anunciar a primeira, de montante importante".

(Reportagem de Isabel Versiani)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSCAIXAPROSPECTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.