Calor causa morte de peixes na Lagoa Rodrigo de Freitas

Centenas de peixes como tainhas, manjubas, linguados e savelhas foram encontrados mortos nesta segunda-feira na Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul do Rio de Janeiro.

EQUIPE AE, Agência Estado

10 Dezembro 2012 | 19h01

Segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, o forte calor dos últimos dias, a falta de chuvas e a maré baixa causaram o aquecimento da água, que se tornou menos oxigenada. Os peixes morreram por falta de oxigênio. As comportas que ligam a lagoa ao mar foram totalmente abertas, para estimular o resfriamento e a oxigenação da água.

Mais conteúdo sobre:
ambiente peixes morte Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.