Calor é causa da falta de água no litoral, diz Sabesp

Os problemas de abastecimento de água ocorridos nos últimos dias no litoral paulista foram ocasionados por uma combinação de elevadas temperaturas, falta de chuvas e aumento do consumo, com a chegada de milhões de turistas, explica a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) em nota divulgada hoje. "No período de 23/12/07 a 01/01/08 a região registrou temperaturas acima de 35ºC, de forma continuada, sem a ocorrência de chuvas. Esta situação é distinta da que se observou no mesmo período em 2006, quando a temperatura não ultrapassou os 25º C e contou com a ocorrência de chuvas durante todo o período", diz a Sabesp.De acordo com a companhia de saneamento, embora os sistemas do Litoral Norte tenham produzido 20% mais de água que no mesmo período do ano passado, a demanda ainda assim superou a oferta de água. Em Ilhabela, o sistema produziu 50% a mais que no ano passado, e na Baixada Santista, a produção foi 10% maior e chegou ao pico de 4,5 mil litros por segundo.A Sabesp ressaltou que tem tomado providências para resolver o problema no curto e no médio prazos, por meio de campanhas pelo uso racional da água, reforço de equipes de operação e manutenção preventiva, investimentos na troca de equipamentos, implementação de redes e adutoras de reforço, aumento da capacidade de captação e adução de água, e instalação de estações de bombeamento.Segundo a Sabesp, a Baixada Santista deverá receber R$ 370 milhões para ampliar a capacidade de produção de água entre 2008 e 2010 e outros R$ 350 milhões, até 2012, em um programa de redução de perdas e melhoria da qualidade de água. O Litoral Norte deve receber R$ 119 milhões no mesmo período.

EQUIPE AE, Agencia Estado

04 de janeiro de 2008 | 14h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.