Calor funciona como analgésico temporário, diz pesquisa

Uma pesquisa da University College London (UCL), apresentada na Conferência da Sociedade Fisiológica, descobriu que a aplicação de calor efetivamente bloqueia a dor, provendo conforto aos pacientes. Os pesquisadores queriam entender por que a aplicação local de bolsas de água quente ajuda a aliviar dores como cólicas e cãibras.Eles usaram tecnologia de DNA para monitorar as células e concluíram que temperaturas acima de 40º C acabam bloqueando o efeito dos mensageiros químicos que fazem com que o corpo detecte a dor.Efeito analgésicoO médico Brian King, do Departamento de Fisiologia da UCL, que liderou a pesquisa, afirmou que as informações moleculares revelaram que o calor pode aliviar a dor por um período de até uma hora."As dores das cólicas gástricas ou menstruais e da cistite são causadas por uma redução temporária no fluxo sanguíneo ou a distensão exagerada de órgãos como o intestino e o útero, causando dano aos tecidos e ativando os receptores de dor", disse King."O calor não tem apenas um efeito psicológico, oferecendo conforto, ele efetivamente desativa a dor num nível molecular, de uma forma bem parecida com a que os remédios analgésicos funcionam. Agora, descobrimos como isso acontece", afirma o médico.A equipe de pesquisadores acredita que a descoberta pode ser usada no desenvolvimento de uma nova geração de analgésicos.

Agencia Estado,

05 de julho de 2006 | 14h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.