Calor mata no México e deixa parte dos EUA sem energia

O governo de Mexicali, no nordeste do México, declarou estado de emergência na cidade, capital do Estado de Baja Califórnia, por conta da onda de calor que, em um mês, causou a morte de cerca de 20 pessoas. O prefeito de Mexicali, Samuel Ramos Flores, convocou uma reunião do conselho de Defesa Civil.O presidente do Conselho, René Salvador Rosado, disse que nos últimos dias foram registradas temperaturas superiores da 40º C, que segundo ele não ocorriam há mais de 21 anos. Esta é a primeira vez que a cidade se vê sob estado de emergência.Com a decretação da emergência, 500.000 litros de água serão divididos entre dez bairros. O governo local também distribuirá bolsas de soro, ventiladores e alimentos.Na Espanha, oito pessoas morreram, até o momento, por causa das altas temperaturas registradas no país, que nos últimos dias ultrapassaram os 35º C. O Ministério da Saúde espanhol divulgou nesta segunda-feira o número de vítimas do calor e já iniciou um plano para prevenir seus efeitos, especialmente sobre os idosos, crianças e doentes.No ano passado, nove pessoas morreram na Espanha por causa das altas temperaturas registradas durante o verão. Em 2004, as mortes por causa do calor chegaram a 26.Blecaute nos EUANos Estados Unidos, a onda de calor, com temperaturas que podem chegar a 45º C no sudoeste americano, agrava as emergências provocadas pelo aumento do consumo de energia. Com uma temperatura máxima esperada de 38º C nesta segunda-feira, a demanda por eletricidade na Califórnia deverá atingir um pico histórico e levar à adoção de blecautes voluntários, nos quais algumas empresas aceitam ficar sem força em troca de descontos na conta de energia. No domingo, mais de cem pacientes foram retirados do CentroBeverly de Saúde, em Stockcton, Califórnia, quando as temperaturaschegaram aos 46º C e o sistema de ar condicionado de uma das alasdo hospital parou de funcionar.As autoridades na Califórnia investigam pelo menos quatro mortesdurante a última semana, que parecem relacionadas com o calor. As companhias elétricas do estado continuam trabalhando hoje para restabelecer o serviço de cerca de 145 mil usuários. O Serviço Meteorológico Nacional informou que as temperaturaspodem passar dos 30 graus hoje em regiões do norte do país, tanto emSeattle (Washington), no litoral oeste, como em Concord (NewHampshire), na costa leste.Espera-se que a temperatura chegue a 32 graus em Grand Forks,perto da fronteira com o Canadá, e a 36 graus em Doge City, noKansas, centro do país.As autoridades locais anunciaram alertas sobre o calor extremo emmuitos Estados, enquanto um sistema de alta pressão mantém astemperaturas elevadas em boa parte do oeste do país.Nesta segunda-feira, na cidade de Nova York, quase cem mil pessoas continuam semenergia elétrica pelo sexto dia consecutivo desde que o calor e astempestades prejudicaram o fornecimento. As autoridades municipaiscolocaram em funcionamento serviços de emergência, com a mobilizaçãode policiais e bombeiros, transporte de água e coleta de lixo.

Agencia Estado,

24 de julho de 2006 | 13h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.