Câmara de SP aprova contratação de 1,2 mil docentes

A Câmara de São Paulo aprovou nesta terça-feira, em segunda e definitiva votação, o projeto de lei do Executivo que cria 1,2 mil cargos de professor para escolas de educação infantil, especialmente creches. As novas vagas foram acordadas com o sindicato durante a greve dos docentes da rede municipal, encerrada no fim de maio após 22 dias. A ampliação do quadro foi uma das condições aceitas pela categoria para acabar com a paralisação. O texto segue agora para sanção do prefeito Fernando Haddad (PT).

ADRIANA FERRAZ, Agência Estado

12 Junho 2013 | 09h09

Na justificativa, Haddad afirmou que a contratação visa suprir o déficit na rede municipal, que tem 1.064 titulares afastados em um universo de 11.750 cargos. A maioria alega motivos de saúde ou pede licença para atuar em outros órgãos públicos. A capital tem 362 creches.

Cidadão paulistano

Vereadores também aprovaram nesta terça-feira a concessão do Título de Cidadão Paulistano ao promotor de Justiça Silvio Marques, da Promotoria do Patrimônio Público e Social. Marques será homenageado por alguns parlamentares investigados por ele por desvio de dinheiro público e improbidade administrativa.

Mais conteúdo sobre:
educaçãoSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.