Câmara dos EUA aprova pesquisas com células de embriões

Opinião pública é favorável ao uso das células; Bush já vetou o projeto uma vez

Agencia Estado

12 de junho de 2007 | 05h24

Lutando em um combate contra o veto, o Congresso dos Estados Unidos retirou nesta quinta-feira, 7, alguns pontos mais polêmicos da legislação para permitir pesquisas científicas com células de embriões humanos no país. O objetivo é que o projeto de lei não seja novamente vetado.A Câmara dos Representantes votou para enviar o projeto de lei ao presidente dos EUA, George W. Bush, e aprovou a legislação por 247 votos a favor e 176 contrários, um pouco abaixo do patamar de votos necessários para anular a possibilidade de um segundo veto do mandatário, após anos de disputas na casa.Para a deputada democrata Diana DeGette, uma das mais fortes defensoras do projeto de lei, "para muitos, as pesquisas com células de embriões são a mais promissora fonte de potenciais tratamentos e curas.""Infelizmente, por causa da resistência teimosa de um homem - o presidente Bush - essa pessoas continuam a sofrer, enquanto esperam," afirmou Diana.Críticos da legislação dizem que as pesquisas científicas requerem a destruição física dos embriões humanos, e alternativas mostraram mais esperanças. "Agora, você está falando em poupar os embriões, mas se isso não funcionar? Será necessário matar milhões de embriões," disse o deputado republicano Chris Smith.Smith afirma que um relatório recente da Conferência Católica Americana listou numerosas pesquisas científicas recentes, que envolvem o uso de células de adultos e fluido amnióticos, nenhuma das quais exige a destruição de um embrião humano.Opinião públicaA opinião pública dos EUA está cada vez mais favorável ao uso de embriões humanos nas pesquisas, que poderiam, dizem os partidários da medida, levar ao tratamento eficaz de doenças como o Mal de Alzheimer e à diabete juvenil. Os democratas fizeram da medida uma das suas prioridades.Bush deixou sua posição clara há algumas semanas, quando disse que a legislação "cruza uma linha moral, que eu e muitos achamos perturbadora." O projeto de lei que permite pesquisas com células de embriões já foi aprovado antes, mas vetado por Bush.

Tudo o que sabemos sobre:
embriõescélulas tronco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.