Câmara quer SUS atendendo vítima de violência doméstica

A Câmara dos Deputados aprovou em plenário um projeto que obriga o Sistema Único de Saúde (SUS) a pagar cirurgias plásticas reparadoras para vítimas de violência doméstica. A proposta vai a sanção presidencial.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

10 Abril 2014 | 13h52

O projeto inclui na lista de princípios do sistema a "organização de serviços públicos específicos e especializados para atendimento de mulheres e vítimas de violência doméstica em geral". Estes serviços terão de garantir atendimento, acompanhamento psicológico e as cirurgias plásticas reparadoras. O projeto tem origem em uma CPI mista que investigou a violência contra a mulher.

Mais conteúdo sobre:
SUS violência doméstica Câmara

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.