Camila, Camila, uma bohemian pilsner feita por música

Refrão familiar a quem tem mais de 30 anos, Camila, Camila agora vira pedido dirigido a garçons. Para homenagear a banda Nenhum de Nós, a cervejaria Bamberg, de Votorantim, criou receita inspirada na música.

Roberto Fonseca, O Estado de S.Paulo

15 Setembro 2011 | 01h48

Trata-se de uma bohemian pilsner com 5% de teor alcoólico e bom amargor - item que, aliás, é uma das referências à letra e sua personagem, uma amiga da banda que sofria agressões do namorado. Como hoje ela - que não se chama Camila - tem 42 anos, a cerveja foi desenvolvida com 42 unidades de amargor (uma loura industrial tem menos de 10). Outra curiosidade na "parceria": o baterista do Nenhum de Nós, Sady Homrich, é um dos principais especialistas em cerveja no Brasil.

No copo, a cerveja tem cor dourada, é límpida e tem espuma branca, de boa formação. No aroma, há notas de malte, biscoito e grãos, com lúpulo muito suave. Pelo estilo, o ingrediente poderia estar mais presente; na versão chope da receita, ele surge de forma mais destacada.

Na boca, a Camila, Camila mostra boa dose de malte balanceada por amargor potente, fino e "cortante", bastante fiel ao que propõe o estilo, criado em 1842. No placar geral, é uma boa cerveja. A Camila, Camila será vendida em garrafas de 600 ml; na distribuidora da cervejaria em São Paulo (bambergexpress.com.br), a unidade custará R$ 11,10.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.