Caminhão não estava à serviço da prefeitura

O coordenador do Centro de Operações da Prefeitura do Rio, Pedro Junqueira, disse que o caminhão que se chocou contra uma passarela na Linha Amarela não estava à serviço da administração municipal. Segundo ele, o veículo era cadastrado na prefeitura para fazer serviços de remoção de entulho. O veículo possui um adesivo na porta da cabine que diz "à serviço da Prefeitura". Outro adesivo é do nome da empresa: Arco da Aliança. A reportagem ainda não conseguiu contato com a empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.