Caminhoneiros bloqueiam 24 trechos de rodovias do RS

Caminhoneiros bloquearam pelo menos 19 trechos de sete estradas federais e cinco trechos de cinco estradas estaduais do Rio Grande do Sul para protestar contra o alto custo do óleo diesel e das tarifas de pedágio nesta terça-feira, 02. Na maioria das manifestações só houve retenção de veículos de carga, os demais foram autorizados a passar. Em algumas, no entanto, a queima de pneus e galhos de árvores sobre a pista forçou também os automóveis e ônibus a parar ou procurar desvios.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

02 de julho de 2013 | 19h34

Em Uruguaiana, na fronteira com a Argentina, os manifestantes pararam seus caminhões nas proximidades do Porto Seco, interrompendo o fluxo de cargas entre o Brasil, Argentina e Chile. No sul do Estado, a interrupção do tráfego em três trechos da BR-392, dois em Pelotas e um em Canguçu, reduziu o movimento de entrada e saída do Porto do Rio Grande. Em Três Cachoeiras e Torres, no litoral norte, os bloqueios na BR-101 e na ERS-389 prejudicaram o transporte de cargas entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

No planalto do noroeste do Estado, região de produção agrícola, houve interrupções de tráfego na ERS-480, em Herval Grande, na ERS-155, em Santo Augusto, na ERS-569, em Palmeira das Missões, na ERS-392, em Tupanciretã, na BR-386, em Tio Hugo, na BR-285, em São Borja, na BR-158, em Panambi, na BR-472, em Santa Rosa, e na BR-285, em Entre Ijuís.

Mais conteúdo sobre:
protestoscaminhoneirosRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.