Campinas confirma 2ª morte na cidade por gripe suína

A Secretaria Municipal de Saúde de Campinas, no interior paulista, confirmou hoje a segunda morte na cidade decorrente da Influenza A (H1N1), a chamada gripe suína. A vítima é uma mulher de 48 anos que estava internada desde quarta-feira da semana passada e morreu cinco dias depois. De acordo com a pasta, ela tinha outra doença que comprometia seu sistema imunológico. A enfermidade foi confirmada pelo Instituto Adolf Lutz, em São Paulo.

FABIANA MARCHEZI, Agencia Estado

29 Julho 2009 | 14h04

Até ontem, o País registrava 56 óbitos decorrentes da Influenza A (H1N1). A Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo anunciou ontem sete novas mortes, enquanto o Rio Grande do Sul informou três mortes e a Paraíba, uma - a primeira da Região Nordeste.

A secretaria de Campinas informou que outros sete óbitos suspeitos estão sendo analisados - seis mulheres e um homem. A pasta também confirmou outros três novos casos da doença em moradores da cidade: uma gestante de 17 anos, um homem de 26 anos e uma menina de 11 anos. Todos estão em processo de recuperação e passam bem.

Com os novos casos, Campinas registra 78 infectados pela gripe suína, contando as duas mortes. A secretaria informou que o número é o resultado acumulado desde os primeiros registros confirmados de infecção em moradores do município, no dia 19 de junho. Segundo a pasta, quase todos pacientes já receberam alta ou estão em processo de recuperação.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína Brasil Campinas SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.