Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Campinas reduz pela segunda vez a tarifa de ônibus

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), anunciou na noite desta quarta-feira que vai reduzir ainda mais a tarifa na cidade e antecipar o corte para segunda-feira, 24. A passagem vai para R$ 3,00, seguindo a redução anunciada horas antes pelo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e pelo governador, Geraldo Alckmin (PSDB).

RICARDO BRANDT, Agência Estado

19 de junho de 2013 | 20h20

Em Campinas, a prefeitura já havia decidido reduzir, a partir de 1º julho, as passagens de R$ 3,30 para R$ 3,20. O aumento havia sido concedido em dezembro de 2012. Os R$ 0,10 iniciais foram tirados considerando a desoneração dada pelo governo federal para as empresas do setor do PIS e do Cofins.

"Diante do momento que passa o País e ouvindo o clamor popular, Campinas não poderia ignorar esse momento e decidi tomar essa medida", disse Jonas, ao reduzir pela segunda vez em menos de uma semana o preço do ônibus.

Jonas anunciou que pediu um estudo para seu secretariado para avaliar de onde vai retirar recursos para compensar as empresas do setor, por mais esse corte de R$ 0,20. O aumento do subsídio pago às empresas, hoje de R$ 36 milhões anuais, é uma das possibilidades. O prefeito lembrou que, em Campinas, o valor repassado pelo município para o setor é inferior ao de São Paulo.

Em algumas cidades, como em Araraquara, a prefeitura enviou um projeto para a Câmara de Vereadores propondo redução do ISS para as empresas, para baixar a tarifa de R$ 2,90 para R$ 2,80.

O anúncio foi feito pelo prefeito de Campinas às vésperas dele enfrentar seu primeiro grande protesto do Movimento Passe Livre, marcado para esta quinta-feira, 20, às 17h, com saída do Largo do Rosário. Mais de 60 mil pessoas confirmaram presença via rede social.

Tudo o que sabemos sobre:
tarifasCampinasnova redução

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.