Campinas tem 2 suspeitas de contaminação por E.coli

A cidade de Campinas, no interior paulista, tem dois casos suspeitos de contaminação pela bactéria Escherichia coli (E.coli). De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, os dois pacientes voltaram da Europa no dia 11 deste mês e apresentaram os primeiros sintomas três dias depois. As autoridades de saúde aguardam o resultado do exame laboratorial para confirmar ou descartar a suspeita. Os pacientes passam bem e não estão internados.

AE, Agência Estado

24 Junho 2011 | 19h25

A doença causa cólicas abdominais e diarreia, muitas vezes com sangue. A transmissão ocorre pelo consumo de alimentos contaminados crus ou mal cozidos. Outra possibilidade é o contágio por via fecal-oral - quando alguém ingere água ou alimentos contaminados por micropartículas de fezes de pessoas infectadas ou quando uma pessoa leva à boca objetos contaminados.

Para evitar o contágio, é fundamental manter hábitos de higiene, como lavar as mãos antes das refeições, depois de usar o banheiro e após contato com animais e antes de preparar, servir ou tocar os alimentos. As pessoas que apresentarem sintomas depois de uma viagem internacional devem procurar assistência médica.

O Ministério da Saúde recomenda que pessoas em viagem internacional, principalmente aos países da Europa e aos Estados Unidos, não comam alimentos crus, sobretudo vegetais e produtos de origem animal. Não há nenhuma recomendação de restrição de viagem e é importante seguir as orientações das autoridades de saúde do país visitado.

Mais conteúdo sobre:
saúde bactéria E coli suspeitas Campinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.