Campinas tem mais uma morte por dengue confirmada

Nesta semana, o Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) da Secretaria de Saúde de Campinas, no interior paulista, confirmou mais uma morte por dengue na cidade. Com este caso, já são nove óbitos pela doença no município. A vítima foi uma mulher de 68 anos, moradora da região Sudoeste, que morreu em junho. Além da morte, outros 54 casos de dengue foram diagnosticados, totalizando 40.702 pacientes com a doença.

LETÍCIA GUIMARÃES DOS SANTOS, Estadão Conteúdo

02 Agosto 2014 | 12h45

Em junho, outros dois óbitos pela doença foram confirmados, uma mulher, também da região sudoeste, e um homem da zona Norte. Mais cinco mortes estão sendo investigadas pela Devisa. O índice de casos registrados em junho aponta que a epidemia está sendo controlada, já que as 54 ocorrências representam o menor número desde o início do ano. O pico do surto de dengue foi em abril, quando Campinas registrou 19.886 casos.

Fábrica de mosquito

Uma fábrica de mosquitos Aedes Aegypti transgênicos foi inaugurada na última terça-feira, 29, em Campinas. Uma empresa britânica vai produzir mosquitos machos com uma mutação genética com o objetivo de atrapalhar o ciclo reprodutivo das fêmeas, diminuindo dessa forma o número de insetos transmissores da doença. A tecnologia ainda não foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância sanitária (Anvisa).

Mais conteúdo sobre:
dengueCampinasmorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.