Canadá diz que demissões na Vale Inco podem ser permitidas

O corte de postos de trabalho na Vale Inco anunciado nesta terça-feira pela empresa pode ser permitido dentro dos termos de um acordo que a companhia estabeleceu com o governo canadense em 2006, segundo o ministro da Indústria, Tony Clement. Quando a brasileira Vale comprou a canadense Inco no final de 2006, prometeu a Ottawa que não demitiria por três anos. A empresa anunciou que deverá eliminar 423 postos de trabalho no Canadá. Em todo o mundo, a Vale cortará 900 trabalhadores nas operações de níquel. Quando questionado sobre a promessa da empresa de não cortar as vagas, Clement disse a jornalistas: "Eles também disseram (que isso não aconteceria), à exceção de circunstâncias econômicas além do controle deles. Isso é parte do acordo também. Então, para ser justo, há uma questão aí. teremos que examiná-la".

REUTERS

03 de março de 2009 | 19h12

Tudo o que sabemos sobre:
MINERACAOVALEINCOCANADA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.