Candidato pega duas caronas para fazer prova da Fuvest

O candidato Sérgio Luis de Nadai, de 18 anos, precisou pedir carona na rodovia Castello Branco para chegar a tempo de fazer a prova da segunda fase da Fuvest nesta segunda-feira, em Sorocaba, no interior paulista. Ele mora em Tietê e o carro em que viajava com o irmão mais velho sofreu uma avaria elétrica na altura do km 111 da estrada, próximo de Boituva.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

07 de janeiro de 2013 | 14h34

Ajudado pelo funcionário de um pedágio, ele conseguiu carona com um motorista de São Paulo até a rodovia José Ermírio de Moraes, acesso para Sorocaba. Ali, Sérgio teve mais dificuldade em conseguir nova carona até a cidade - acabou sendo levado por um motorista de caminhão que havia parado para contratar um carregador, ou "chapa".

Sérgio Nadai ainda teve de caminhar um quilômetro até o local da prova. Candidato a uma vaga em arquitetura na Universidade de São Paulo (USP), ele disse que só não perdeu o vestibular porque havia saído com muita antecedência de casa.

Mais conteúdo sobre:
Fuvestsegunda fase

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.