Daniel Brito/Estadão
Daniel Brito/Estadão

Canopy e praias: imperdíveis

Deslizar entre as copas das árvores e radicalizar nas ondas são dois esportes nacionais

O Estado de S.Paulo

05 Julho 2016 | 00h50

A costa do Pacífico... 

Equivale a 75% do litoral do país, de 1,2 mil km totais. É a mais recortada, abriga as praias mais concorridas, os resorts vips (como o Marriott, na Herradura, e o Four Seasons, na Baía do Papagaio), e tem as melhores ondas para o surfe em praias como Hermosa e Jacó, a 2 horas da capital. Pouco ao sul, no Parque Nacional Manuel Antonio, estão as praias consideradas mais bonitas do país.

... e a do Caribe 

O lado caribenho do litoral da Costa Rica fica todo na província de Limón. As praias têm quilômetros de extensão e alternam areias brancas e negras, consequência da atividade vulcânica intensa no país. Ao sul, já perto da fronteira com o Panamá, dentro do Parque Nacional Cahuita está a Playa Blanca, que costuma ser citada como o principal destaque dessa parte do litoral.

Canopy

Pela topografia montanhosa e a abundância de florestas, a brincadeira de deslizar entre árvores pendurado em tirolesas é mania na Costa Rica. Com dez cabos, um deles instalado a 200 metros de altura e outro com 750 metros de comprimento, o canopy no parque Rincón de la Vieja, na província de Guanacaste, no norte, é um dos mais radicais.

Desova das tartarugas

O Parque Nacional Tortuguero, no litoral caribenho, é um dos principais pontos de desova de tartarugas no mundo - a alta temporada é de julho a outubro. Este ano, começa oficialmente no dia 11.

Descubra mais motivos para ir à Costa Rica

Mais conteúdo sobre:
Costa Rica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.