Cantor sertanejo é flagrado em bingo clandestino em BH

O cantor sertanejo Werley José de Camargo, irmão da dupla Zezé di Camargo e Luciano, teve que prestar depoimento ao Juizado Especial Criminal (JEC) de Belo Horizonte após ter sido flagrado em um bingo clandestino na capital mineira. Outros oito apostadores foram flagrados no local e, assim como o cantor, liberados após prestarem depoimento.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

04 de setembro de 2012 | 18h33

A prisão ocorreu na segunda-feira (3), quando uma denúncia anônima levou a Polícia Militar (PM) ao estabelecimento localizado na Savassi, área nobre na região centro-sul da cidade. No local, foram apreendidas 34 máquinas caça-níqueis, 20 de videopoker e cerca de R$ 25 mil em dinheiro e cheques.

Werley, que faz dupla com Marcelinho de Lima, ainda foi levado para uma unidade do 1º Batalhão da Polícia Militar (BPM) com os demais apostadores antes de ser encaminhado para o juizado. De acordo com um dos militares, o cantor ainda teria alegado que "faz o que quiser" com o próprio dinheiro.

A casa de jogos clandestina ocupava todo um andar do prédio comercial onde estava instalado. Um funcionário, segundo a PM, era encarregado de selecionar os apostadores que eram autorizados a entrar. Os militares não conseguiram identificar quem seria responsável pelo estabelecimento, o que ficará a cargo das investigações da Polícia Civil.

Tudo o que sabemos sobre:
prisãoirmãosertanejos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.