Capitania vai apurar acidente com catamarã no Rio

Segundo capitão Lima Filho, embarcação já havia partido quando foi avisada sobre a piora do tempo

Solange Spigliatti, estadao.com.br

24 de abril de 2008 | 11h54

O transporte de passageiros na Baía da Guanabara, no Rio, foi suspenso nesta quinta-feira, 24, por conta do mar agitado, informou o Capitão-de-Mar-e-Guerra, Lima Filho, à rádio CBN. Ele recomendou também que embarcações pequenas evitem o trânsito pela baía e disse que um inquérito vai ser aberto para apurar o acidente desta manhã com o catamarã, que resultou em 20 pessoas feridas. Não foi confirmado se entre os feridos estão três grávidas.   Veja também: Mulher fala do desespero das pessoas no cataramã acidentado Segundo Lima Filho, quando a Capitania ficou sabendo da piora do estado do mar, a embarcação já tinha partido de Niterói e, segundo ele, não houve tempo hábil de avisar o comandante do catamarã. O motivo da suspensão foi uma onda forte que atingiu uma embarcação.   Segundo o capitão, a onda tinha cerca de 3 metros de altura. O inquérito terá 90 dias ser concluído e Lima Filho ressalta que todas as denúncias serão apuradas e encaminhadas ao Tribunal Marítimo.

Tudo o que sabemos sobre:
mar agitadoRiocataramãBarcas SA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.