Carnaval 2011: Vai-Vai leva Bach para o samba

A saga de um dos maiores intérpretes brasileiros de música erudita, o pianista e maestro João Carlos Martins, é tema para o samba-enredo da mais tradicional escola de São Paulo, a Vai-Vai, fundada em 1º de janeiro de 1930. "A Música Venceu" é o título do samba que será defendido pela agremiação da Bela Vista. "Começamos em 2008, na abertura da Virada Cultural, em São Paulo, com um projeto musical unindo a música erudita e a popular, a orquestra Bachiana e a Bateria da escola de Vai-Vai. Esta relação se fortificou ao longo do tempo, assim como a paixão recíproca, culminando com este enredo", explica o diretor de carnaval da Vai-Vai, Lourival de Almeida Campos.

MARCELO GALLI, Agência Estado

25 de fevereiro de 2011 | 09h02

O maestro é reconhecido internacionalmente e se consolidou no mundo da música de concerto como um dos principais intérpretes do compositor alemão Johann Sebastian Bach. Aos 26 anos, começou a enfrentar os problemas que mais tarde paralisaram suas mãos. Atualmente, Martins está à frente de um projeto de popularização da música clássica e de inclusão social através da formação musical de jovens carentes e é regente da Filarmônica Bachiana Sesi-SP.

"Mostramos sua trajetória de glórias como se fosse uma sinfonia e seus movimentos, permeada pela emoção que revela a cada parte o ''allegro'', o ''andante'', o ''adágio'' e o ''largo'', valendo-se ainda de outras modalidades da música clássica para contar a história, paixões, vitórias e dissabores vividos por este grande artista brasileiro", explica a escola na apresentação do samba.

"Acompanhei a seleção do enredo em silêncio. Escolheram o que eu mais gostava e que não citava o meu nome, mas falava sobre Bach. O nome do músico é que vai para a avenida", disse Martins, acrescentando que acompanhou alguns ensaios e diz ainda não saber como vai participar do desfile no Anhembi porque a agremiação falará só na hora da apresentação. "O que faço nos ensaios é reger a bateria como se fosse uma orquestra por 10 minutos", explica.

A Vai-Vai, que é recordista em títulos do carnaval paulistano, com 13 vitórias, a última conquistada em 2008, será a sexta escola do primeiro dia e entrará no sambódromo do Anhembi com 37 alas e quatro mil membros. A bateria da agremiação é composta por 300 ritmistas. Celebridades como a cantora Maria Rita (madrinha de bateria) e a modelo Ana Hickmann (madrinha da escola) vão desfilar. O ex-jogador de futebol e campeão do mundo Cafu também irá para a avenida, além da cantora Fafá de Belém.

A novidade da escola neste carnaval foi a contratação do carnavalesco Alexandre Louzada, quatro vezes campeão do carnaval carioca a frente de escolas como a Mangueira, Beija-Flor e Vila Isabel. Segundo Lourival, o carnavalesco foi responsável por todo o conceito visual da escola, que inclui decoração dos carros, cores e combinações e fantasias, além de pesquisa para a composição do enredo.

Perguntado sobre como foi para a escola ter promovido a aproximação entre samba e a música erudita, Campos falou que foi "uma grata e positiva surpresa, Martins transcendeu esta barreira, sua história de vida o torna muito próximo das pessoas comuns, facilitando assim a compreensão do seu legado".

Confira o samba-enredo da Vai-Vai:

A Música Venceu

Feliz da vida lá vem o Bexiga

Exemplo de comunidade

A Música Venceu

O dom é luz que vem de Deus

Da emoção Vai-Vai resplandeceu

Dos céus, em um cortejo divinal

Os deuses da inspiração

Lançam talento a um mortal

Um ser abençoado, que hoje brilha neste carnaval

As sinfonias de Bach regeram seu destino

Orgulho brasileiro

Jovem pianista genial

Em "preto-e-branco" sucesso internacional

Na sua fé, resistiu !!!

E a dor da adversidade, suplantou !!!

Com muita garra e amor

E assim, na sua força de superação

Buscou a verdadeira vocação

Um novo incidente o quis derrubar

Mas com maestria se pôs a lutar

Por seu ideal

Luz da Ribalta que jamais se apagará (se apagará)

E ao som de "Bravos e Aplausos"

A Saracura agora vem cantar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.