Carro atropela mais de 30 pessoas no Carnafacul em SP

Segundo testemunhas, menino de 18 anos avançou com o carro sobre 50 jovens que participavam da festa

Diego Zanchetta, de O Estado de S. Paulo,

17 de maio de 2008 | 18h44

Pelo menos 31 pessoas ficaram feridas - 5 em estado grave, mas sem risco de morte - ao serem atropeladas por um carro no estacionamento do Centro de Exposições Imigrantes, no Jabaquara, zona sul de São Paulo, na tarde deste sábado, 17. No local ocorria a edição de 2008 do Carnafacul, micareta que reuniu cerca de 25 mil jovens universitários. O acidente aconteceu por volta das 14h30, após um jovem de 18 anos avançar com seu carro sobre cerca de 50 pessoas, segundo testemunhas que prestaram depoimento no 97º DP (Americanópolis).   O estudante Thiago Ventura, de 18 anos, morador de São Bernardo do Campo, disse que seu veículo, um Gol, ficou desgovernado, após tentarem agredi-lo. "Passaram a mão na minha namorada, que estava no banco do passageiro. Era um grupo de umas 15 pessoas. Eu pedi para eles pararem, mas eles começaram a me agredir. Aí, o carro ficou desgovernado. Não quis partir para cima de ninguém", declarou ao Estado. Ventura pode ser indiciado por tentativa de homicídio culposo (sem intenção), segundo o delegado-assistente Roque Randal Fodra.   Estudantes que estavam no local dão uma versão diferente do acidente, que descrevem como uma espécie de "boliche humano". "Um imbecil atropelou todo mundo", resumiu, nervoso, Fernando Barion, de 26 anos, que sofreu uma fratura no pulso. "Ele acelerava e ia se chocando contra a gente. Era pessoa voando para tudo quanto é lado." Conrado Gonzales, de 21, conta que viu "o carro se aproximando e, de repente, todo mundo começou a voar. Com o impacto do carro nas pessoas, o símbolo da Volks voou, e agora estou com ele".   A estudante de engenharia Bruna Negrini, de 22, também conta que o Gol ia acelerando, enquanto atropelava pessoas. "Ele começou a bater nos carros que estavam estacionados e parou. Nesse momento, ele foi pego, e bateram nele. Minha amiga, que estava do meu lado, foi atingida pelo carro e ficou desacordada. Havia poucos bombeiros no local, e eles davam prioridade para as pessoas que estavam desacordadas e com fratura exposta." Maria da Gina, mãe de Jonathan, que teve fratura exposta na perna e passava por cirurgia no Hospital Jabaquara, afirmou que faria "um B.O. e depois decido se vou processar".   Até as 20h30 deste sábado, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros ainda contabilizavam o número de feridos, que pode ser maior. Uma pessoa foi socorrida no local com suspeita de traumatismo craniano. Ao todo, 21 pessoas permaneciam internadas no Hospital Jabaquara, 2 no Pronto-Socorro Augusto Gomes de Matos, 1 no Hospital das Clínicas e 1 no Hospital Santa Paula. No local do evento foram atendidas 6 pessoas pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu).   Bandeirantes   Uma colisão entre um microônibus e um caminhão deixou 17 feridos na altura do quilômetro 17, sentido interior, da Rodovia dos Bandeirantes, em Pirituba, zona oeste, neste sábado. Duas vítimas ficaram em estado grave e foram levadas para o HC. As outras foram para os hospitais municipais de Parada de Taipas e Pirituba.   (com Felipe Grandin, Rodrigo Brancatelli e Shaonny Takayama, de O Estado de S. Paulo)  

Mais conteúdo sobre:
CarnafaculAtropelamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.