Carro-bomba mata 12 pessoas em Bagdá

Um carro-bomba cujo alvo eram peregrinos xiitas matou 12 pessoas em Bagdá neste domingo, informaram fontes da polícia e do hospital.

REUTERS

02 Novembro 2014 | 10h21

O Iraque está se prevendo para mais ataques contra xiitas, que estão se preparando para o festival religioso de Ashura, um evento que define o xiismo e seu rompimento com o islamismo sunita.

Nas mesquitas e santuários em todo o Iraque, milhões de xiitas são esperados para a comemoração religiosa do assassinato de Hussein, neto do profeta Maomé, na batalha de Kerbala no ano 680 D.C.

O nível de violência este ano pode ser especialmente alto por causa da presença de militantes do Estado Islâmico no Iraque. O grupo ultrarradical acredita que os xiitas são infiéis e que merecem ser mortos.

Mais conteúdo sobre:
MUNDOIRAQUECARROBOMBA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.