Cartas

Diferenças entre atemóia e cabeludinhaRecentemente este suplemento fez referência à atemóia, o que me levou a considerá-la semelhante à cabeludinha. Seria a mesma? A cabeludinha também dá agarrada aos galhos, como a jabuticaba. É adocicada e saborosa. Sua semente ocupa cerca de 80% da fruta.Rubens Quintão Costarubensquintao@hotmail.comConforme o agrônomo Ryosuke Kavati, da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), da Secretaria de Agricultura paulista, há uma grande diferença entre a atemóia e a cabeludinha. Ele explica que a cabeludinha (Myrciaria glazioviana) é uma mirtácea, portanto, as flores são parecidas com as da jabuticaba, da goiaba e da pitanga, também da família das mirtáceas. As frutas da cabeludinha são pequenas e, quando maduras, ficam amarelas. Já a atemóia é uma anonácea, do mesmo grupo da graviola, da pinha, da fruta-do-conde e outras. Suas frutas são grandes e podem chegar a 800 gramas. E-mail: kavati@cati.sp.gov.br. Pinhão: onde comprar máquina descascadoraOnde encontrar mudas e máquina descascadora de pinhão? Soube de um projeto da UFPR sobre esta máquina.Giselle Molinagihmolina@hotmail.comEm São Paulo (SP), há a empresa de utensílios domésticos Utilplast, que fabrica o pinholino, um descascador de pinhão feito de alumínio que funciona de maneira semelhante a um quebra-nozes. O utensílio tem uma espécie de prensa, que retira a casca do pinhão cozido, ainda quente. O equipamento custa R$ 34 e pode ser entregue via Sedex. Utilplast, tels. (0--11) 3088-0862 e 3078-0121. Site: www.utilplast.com.br. O pesquisador da Universidade Federal do Paraná (UFPR), professor Flávio Zanette, diz que, no Paraná, é possível encontrar em feiras agrícolas e de artesanato este equipamento. "Não é uma máquina descascadora específica para pinhão, mas é como um quebra-nozes que, em vez de alicate, tem uma lâmina que corta o pinhão no meio, longitudinalmente", explica o professor. Em relação a mudas, Zanette diz que a UFPR está distribuindo 6 mil mudas de araucária caiová, que dá um pinhão maior que a média. Cada muda é vendida por R$ 1 e o interessado recebe todas as instruções de plantio. "A estimativa é a de que, plantadas agora, as árvores comecem a produzir em 12 anos." Pedidos podem ser feitos pelo e-mail flazan@ufpr.br. Aquaponia alia peixe e cultivo hidropônicoGostaria de saber sobre uma reportagem que saiu no Agrícola há algum tempo, sobre a criação de tilápias , aproveitando a água para hidroponia. Saulo Rodriguessaul_r_@hotmail.comA reportagem citada, na verdade, é a resposta de uma carta de um leitor que pedia dicas sobre como criar tilápia em pequenos espaços. Segue a dica: para produção caseira de peixes, o especialista e consultor em aqüicultura Manuel Braz indica a aquaponia, que é um sistema de produção de peixes integrado ao de vegetais. Ele explica que o princípio da aquaponia é o de que os peixes criados com ração geram dejetos que são aproveitados pelas plantas cultivadas sem solo. "O substrato das plantas funciona como filtro biológico, transformando a matéria orgânica em sais que são absorvidos pelos vegetais e a água retorna ao viveiro de peixes com qualidade para o seu reuso", diz. Para atender a famílias de baixa renda, de áreas rural e urbana, foi projetado um sistema caseiro, que inclui um viveiro de engorda de peixe (com 3 metros de comprimento, 2 metros de largura e 1 metro de profundidade) e um filtro que servirá de canteiro de plantas e pode ser construído com telhas de barro usadas. Este tanque tem capacidade para 500 tilápias. Mais informações, e-mail: aquabraz@ig.com.br. Tel. (0--11) 4784-1033. Ideal é erradicar limoeiro muito velhoMinha cunhada tem um limoeiro com 18 anos. A árvore sempre foi produtiva. Agora o seu tronco está escuro, parece enfumaçado nas folhas, tem pontinhos brancos e embora tenha flores não dá mais frutos de forma abundante.Maria Antonieta Fernandesnietta.sousa@gmail.comO pesquisador José Orlando de Figueiredo, do Centro Apta Citros, diz que um limoeiro com 17 anos tem difícil recuperação, pois ultrapassou a sua vida útil. "O melhor é erradicar a planta e plantar outra, pois em dois anos e meio a nova muda estará produzindo. Se o plantio for no mesmo lugar, deve-se abrir a cova, aplicar pasta cúprica (1 quilo de um cúprico em 7 litros de água) nas paredes e dentro da cova e deixar aberta por 15 dias. Depois a cova pode receber a muda. Tel. (0--19) 3546-1399. Leitor procura criador de minhocasPodem me passar os contatos de criadores de minhocas que saíram em recente edição do Agrícola?Joaquim Marquesv-vilma@favetta.com.brO contato do minhocultor Stéfano Grassmann, de Itapecerica da Serra (SP), é (0--11) 4667-3892. A outra minhocultora, Maria Isabel Levit, de São Roque (SP), pode ser contatada pelos tels. (0--11) 3641-4256 e 7679-7670 ou isamariaisa@yahoo.com.br.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.