Cartas

Há trepadeira jade vermelha e azul

O Estado de S.Paulo

29 de abril de 2009 | 02h57

Coleciono o Agrícola há bastante tempo. Li na edição 2.761, de 8/10/2008, sobre a trepadeira jade azul. Comentando com amigos, eles me disseram que há uma espécie de jade de flores vermelhas. Gostaria de saber se é verdade e se ela é cultivada no Brasil. Se sim, onde posso encontrar mudas?

Joana Rosales

r.joana25@yahoo.com.br

O especialista em plantas Luis Bacher diz que existe, sim, uma espécie de jade vermelha, mas que é menos conhecida e difundida no Brasil do que a jade azul. Ele explica que a jade vermelha pertence ao gênero Mucuna, diferentemente da trepadeira jade azul, que pertence ao gênero Strongylodon. Apesar disso, elas têm várias características em comum, como por exemplo o formato das folhas e das flores. A jade vermelha (Mucuna bennettii) pertence à família das leguminosas do gênero Mucuna, que reúne aproximadamente uma centena de espécies, entre arbustos e trepadeiras com ramos geralmente de consistência mole e de crescimento rápido. Ocorrem principalmente em regiões tropicais e subtropicais nos dois hemisférios. A jade vermelha é originária de Papua-Nova Guiné, país de clima equatorial. Por isso, diz Bacher, a planta gosta de clima quente e não suporta geadas. Deve ser plantada em local com bastante claridade. Como é uma planta vigorosa, de crescimento rápido, a dica é plantá-la sozinha, em local com bastante espaço, e ficar atento ao seu desenvolvimento. "Como a planta cresce muito, exige podas periódicas para controlar o crescimento", ensina. A Fazenda Citra, em Limeira (SP), comercializa mudas desta espécie de jade. O preço médio é de R$ 35 a R$ 40. Tel. (0--19) 3451-1221. Site: www.fazendacitra.com.br.

Criação de suínos: cuidado com dejetos

Gostaria de iniciar uma pequena criação de suínos. Mas tenho preocupação em relação aos dejetos. Eles servem de esterco? Teria de fazer uma fossa? E também corre uma mina no fundo do terreno. Tenho cuidado também com os lençóis freáticos. Qual seria a profundidade que poderia alcançá-los?

Adriana Reis

driana_reis@hotmail.com

Conforme informativo da Embrapa Suínos e Aves, de Concórdia (SC), os dejetos de suínos podem ser usados como fertilizantes. Antes, porém, devem passar por um período de estabilização. Esta estabilização poderá ser feita em um depósito, denominado de esterqueira. Normalmente o dejeto produzido pelos suínos, além das fezes, é composto ainda pela urina e pela sobra de água dos bebedouros. Esta composição torna o dejeto liquefeito, por isso, a coleta deverá ser feita por meio de um sistema de calhas e conduzida até o depósito. Se os dejetos forem de composição mais sólida, a remoção poderá ser feita de forma mecânica (com carrinho) e conduzida até a esterqueira. Para que não ocorra contaminação do lençol freático, o depósito (esterqueira) deverá ser construído com material impermeável (alvenaria ou mantas de PVC ou PAD). O uso dos dejetos como fertilizante, após sua estabilização, deverá ser baseado no princípio do balanço de nutrientes, ou seja, a quantidade de dejetos no solo vai depender da composição do solo (conhecida por meio da análise de solo), da necessidade da cultura instalada e da composição em nutrientes do dejeto. Isso evita o uso excessivo de dejetos, que poderá comprometer a estrutura do solo e virar contaminação. Contato, e-mail: sac@cnpsa.embrapa.br. O manual com todas as etapas e dicas para instalação de granjas de suínos está disponível no site da Embrapa, gratuitamente, no site http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Suinos/SPSuinos/index.html.

Onde conseguir mudas de maná-cubiu

Gostaria de saber onde adquirir mudas de maná-cubiu e Acnistus arborescens, mais conhecido como fruta do sabiá.

Edna Moslovacz Garcia

Osasco (SP)

A Estação Experimental Santa Luzia, em Guareí (SP), pesquisa e comercializa diversas mudas de frutas raras, nativas e exóticas, como o maná-cubiu, tel. (0--15) 3258-2023 e site: www.frutasexoticas.com.br. O Sítio Frutas Raras, em Campina do Monte Alegre (SP), também comercializa diversas espécies de frutíferas raras e exóticas. Tel. (0--15) 8132-5140 e site: http://frutasraras.sites.uol.com.br. Quanto à fruta do sabiá, a leitora pode encontrar mudas na Fazenda Citra, em Limeira (SP). De acordo com o gerente de Vendas da fazenda, Luis Bacher, as mudas de fruta do sabiá são feitas em estacas, por isso começam a produzir rápido, já no primeiro ano do plantio, e custam em média R$ 6. Tel. (0--19) 3451-1221 e site: www.fazendacitra.com.br. O site e-jardim também comercializa mudas de fruta do sabiá e envia para São Paulo por Sedex. O preço é R$ 10. Site: www.e-jardim.com e tel. (0--21) 8685-8825.

Como manejar a condução da videira

Gostaria de saber se é possível mudar o sistema de plantio de uma parreira, com dois pés de uva, que ocupa muito espaço no quintal, sem prejudicar as plantas.

Ennio Botton

enniobotton@gmail.com

O engenheiro agrônomo Silvio Roberto Penteado, especialista em agroecologia, sugere ao leitor adotar o sistema de condução da videira em espaldeira. Neste sistema, os ramos que crescem devem ser conduzidos no sentido vertical. Ou seja, além do primeiro arame, que deve ser colocado a uma altura de 70 centímetros do chão, deve-se instalar mais dois arames acima: o segundo a 40 centímetros do primeiro arame e o terceiro, a 30 centímetros do segundo. Além disso, Penteado alerta para a poda, importante para manter a qualidade do vinhedo. A poda deve ser feita no inverno, quando a planta está em hibernação. "Basta despontar os ramos na base, deixando pequeno toco com uma a três gemas, que formarão novos ramos de frutificação", ensina. Desta forma, na época própria, a planta distribuirá a seiva de maneira equilibrada, dirigindo-a principalmente ao fruto. Tel. (0--19) 3232-1562 ou site: www.agrorganica.com.br.

Minifigo produz mais de 9 quilos por pé

Gostaria de informar que no Estado de São Paulo já existem alguns produtores de minifigo. Em minha propriedade, por exemplo, tenho 4 mil pés produzindo há quatro anos. Estou com dificuldade de comercializar a fruta, pois poucos conhecem, mas preciso vender porque a produção é muito grande. Chego a produzir 9 quilos por pé. Se houver interessados em comprar, favor entrar em contato pelo e-mail: roguegeraldo@ig.com.br. A produção está grande e os doces com os minifigos ficam mais saborosos.

Rosana Guedes Geraldo

Leitor doa coleção do ?Agrícola?

Coleciono o Suplemento Agrícola desde 2005. Estou pondo à disposição toda a coleção para quem estiver interessado.

Durval Martins Verri

e-mail: durvalverri@gmail.com

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.