Casa Branca se irrita com alegação sobre fitas da CIA

Porta-voz diz que 'New York Times' foi 'pernicioso' ao sugerir omissão do governo.

BBC Brasil, BBC

19 de dezembro de 2007 | 19h00

A Casa Branca manifestou irritação nesta quarta-feira com uma reportagem do jornal The New York Times que sugere que o governo americano escondeu informações sobre a destruição de fitas de interrogatórios feitos pela agência de inteligência CIA."Nós vamos continuar nos negando a comentar esse assunto e reportagens enganosas da imprensa", disse a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino."A sugestão do New York Times de que existe um esforço (do governo) para enganar nesta questão é perniciosa e perturbadora."A destruição das fitas da CIA está sendo investigada por três inquéritos diferentes, no Departamento de Justiça, no Congresso e na própria agência.Segundo reportagem do jornal, quatro advogados do governo - incluindo Alberto Gonzales, ex-secretário de Justiça, e a ex-conselheira Harriet Miers - discutiram o futuro das fitas.De acordo com o New York Times, os outros dois advogados seriam David Addington, do gabinete do vice-presidente Dick Cheney, e John Bellinger.A porta-voz da Casa Branca afirmou que o governo está buscando, por meios formais, uma correção do texto logo abaixo do título da reportagem que diz: "Papel da Casa Branca foi maior do que ela alegou".Especula-se que as fitas continham provas de que dois suspeitos de integrar a Al-Qaeda foram brutalmente tratados por agentes da CIA.A CIA afirma que as fitas foram destruídas para proteger a identidade dos agentes.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.