Casal da China tenta dar nome '@' ao filho

Em vocabulário chinês, uma das pronúncias de "at" pode significar "amo ele"

Reuters

16 Agosto 2007 | 10h02

Um casal chinês tentou colocar o nome "@" em seu filho recém-nascido, argumentando que o caracter utilizado em endereços de e-mail mostraria  o amor que têm pelo bebê. Foi uma tentativa extra-oficial de driblar a língua oficial do País.   Veja também:  Casal é impedido de dar nome '4Real' ao filho na Nova Zelândia   O nome incomum chama especialmente a atenção em chinês, cujo alfabeto é formado por milhares de desenhos para representar as palavras.   "O mundo inteiro usa a @ para escrever e-mails, e na tradução para o chinês o caracter significa 'amo ele'", afirma o pai, de acordo com chefe da comissão lingüística chinesa, Li Yuming.   Ao mesmo tempo que "@" é familiar para usuários de e-mail da China, eles freqüentemente usam a palavra inglesa "at" para dizê-la. Se o "T" for pronunciado de outra forma pode soar como "ai ta", ou "amo ele" no vocabulário mandarim.   Li Yuming disse em uma entrevista coletiva que o nome é um exemplo extremo de como a internet quebra convenções e altera a língua chinesa sem responsabilidade.   O chefe da comissão lingüística não confirmou se o nome "@" seria aceito. Mas, no começo deste ano, o governo chinês proibiu nomes com numerais arábicos, línguas estrangeiras e símbolos que não pertencem às línguas e dialetos do País.   Seis milhões de chineses enfrentam o problema de seus nomes não serem reconhecidos por computadores ocidentais, por causa dos caracteres obscuros, segundo um texto publicado no site do governo da China.

Mais conteúdo sobre:
China E-mail

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.