Casal de índios é ferido a tiros em Grajaú, no MA

Tiros contra os guajajara Itamar Carlos e Deolice Rodrigues foram disparados por homens que estavam em moto

Agência Estado,

23 de maio de 2008 | 17h16

Um casal de índios foi ferido a tiros nesta sexta-feira, 23, por volta das 10 horas, quando caminhava na MA-006, no município de Grajaú, no Maranhão. Os tiros contra os guajajara Itamar Carlos, de 35 anos, e Deolice Rodrigues, de 30 anos, foram disparados por dois homens, que estavam em uma motocicleta, segundo informou o vereador de Grajaú e liderança indígena José Arão Marize Lopes.   Itamar e Deolice seguiam rumo à Aldeia Bacurizinho quando dois homens, encapuzados, ordenaram que parassem. A dupla, de moto, disparou contra o casal. Itamar Guajajara teve um pulmão perfurado e foi atendido no Hospital Santa Neusa, em Grajaú. Ele não corre risco de vida, informou Lopes. Deolice, atingida de raspão na coxa, foi atendida e liberada. Lopes informou que levou o casal ao hospital e se dirigia à delegacia de polícia para registrar boletim de ocorrência.   A terra indígena Bacurizinho, homologada em 1984, tem cerca de 83 mil hectares. Mas na Fundação Nacional do Índio (Funai) há um processo de revisão de limite, pedindo que a área volte a ter os 144 mil hectares previstos originalmente. Lopes relaciona a violência contra os guajajara a interesses econômicos contrariados e à certeza da impunidade.

Mais conteúdo sobre:
índiosMaranhão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.