Casal é condenado por manter garota em cativeiro por 18 anos nos EUA

Jaycee Dugard foi estuprada e deu à luz duas filhas no período em que foi mantida como refém.

BBC Brasil, BBC

02 Junho 2011 | 19h45

Um casal que sequestrou uma menina de 11 anos de idade e a manteve em cativeiro nos fundos de seu jardim por 18 anos foi condenado nesta quinta-feira por um tribunal na Califórnia (EUA). Ambos devem passar o resto da vida na cadeia.

Jaycee Dugard foi sequestrada em 1991 por Philip e Nancy Garrido, sendo mantida em cativeiro na sua casa na cidade de Antioch (Califórnia).

Nos 18 anos em que ficou refém, ela foi constantemente estuprada, tendo dado à luz duas filhas. A primeira menina nasceu quando Jaycee tinha apenas 14 anos. As filhas da ex-refém têm agora 13 e 16 anos.

O cativeiro de Jaycee era composto de um complexo de tendas e abrigos construídos no jardim dos fundos da casa do casal Garrido. O local foi descoberto pela polícia em 2009.

Philip, hoje com 60 anos, e Nancy, 55 anos, foram sentenciados à prisão perpétua.

Inicialmente, o casal se declarou inocente de sequestro e estupro, mas mudou a sua alegação para culpados em abril deste ano. Isto fez com que Jaycee não precisasse testemunhar perante o tribunal.

Declaração por escrito

A mãe de Jaycee, que agora tem 31 anos, leu uma declaração de sua filha no tribunal, em sua primeira manifestação pública sobre seu sequestro, segundo o correspondente da BBC em Los Angeles Alastair Leithead.

"Eles roubaram a minha vida de mim", escreveu Jaycee. "Eu odiei cada segundo de cada dia por aqueles 18 anos."

"Eu escolhi não estar aqui hoje porque eu me nego a desperdiçar outro segundo da minha vida em sua presença", disse a vítima em seu comunicado, se dirigindo a Philip Garrido.

Usando macacões laranjas, o casal manteve a cabeça baixa e não fez contato visual com a mãe de Jaycee.

Descoberta

O sequestro do Jaycee foi descoberto devido à suspeita da polícia a respeito de Philip Garrido, que já tinha uma condenação anterior por estupro, o que o colocou em uma lista de criminosos sexuais.

Depois de ser visto com Jaycee e uma de suas filhas no campus da Universidade de Berkeley, Garrido despertou a suspeita da polícia, que contatou o seu oficial de condicional. O sequestrador acabou detido em uma audiência.

Depois de ser descoberta, a ex-refém foi reintegrada à sua família. Jaycee ganhou US$ 20 milhões em um acordo judicial com o Estado da Califórnia, que reconheceu ter falhado repetidas vezes no monitoramento de seu sequestrador.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.