Casal morre em SP ao improvisar aquecedor para o frio

Um casal morreu ao tentar improvisar um aquecedor dentro do quarto para se proteger do frio que fazia na noite de quarta-feira, 24, em Guararapes (SP). O motorista Sérgio José de Oliveira, de 63 anos, e sua mulher, Maria Izabel de Oliveira, de 61, colocaram carvão numa lata de tinta vazia e atearam fogo. A intenção era aumentar a temperatura e esquentar o quarto, mas foram intoxicados pelo monóxido de carbono exalado da fumaça do carvão.

CHICO SIQUEIRA, ESPECIAL PARA AE, Agência Estado

25 de julho de 2013 | 17h09

O casal foi encontrado morto pela manhã pela filha, que pediu ajuda de vizinhos para arrombar a porta do quarto. O pai estava deitado na cama e a mãe, caída no chão, certamente levantou para pedir ajuda, mas não resistiu. A PM da cidade está fazendo campanha para esclarecer a população sobre o perigo de se improvisar aquecedores caseiros.

Mais conteúdo sobre:
frioaquecedormorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.